• Stefania

Cartão de saúde e outros novos modelos de negócio em saúde

Atualizado: 17 de set. de 2021



O mercado de saúde passa por uma revolução. Fortemente amparados pela tecnologia, os novos modelos de negócio chegam com a promessa de economia e baseados na cultura da prevenção. Eles oferecem cartão de saúde, clubes de assinatura e outras possibilidades de acesso à saúde inclusiva. Muitas vezes, as propostas de transformação na cadeia do setor acabam desbancando e substituindo os convênios tradicionais.


De acordo com a pesquisa mais recente da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), os planos de saúde alcançaram um pouco mais de 48 milhões de beneficiários em abril de 2021, o número é o maior desde 2016. Quem mais buscou o serviço foram pessoas maiores de 59 anos, cujo salto pode ser explicado pela pandemia do novo coronavírus.


Estas estatísticas significam que mais de 75% dos brasileiros têm no SUS a única opção para um atendimento médico subsidiado. Devido ao subfinanciamento do gasto público em saúde no Brasil, o Sistema Único de Saúde tem sido insuficiente para responder às demandas crescentes da população, aponta Mauro Ribeiro, presidente do Conselho Federal de Medicina. Segundo um levantamento do CFM, o governo, em suas três esferas, gasta em saúde R$3,83 per capta diariamente


, valor abaixo de parâmetros internacionais.


Healthtechs: alternativas para não depender do sistema público


Para não deixar parte desses cidadãos desassistidos, surgem empresas e startups do setor médico (conhecidas como health techs), que oferecem novos serviços de acesso à saúde. E os dados apontam que elas foram bem recebidas. O relatório HeathTech Report 2020 apontou que, em dois anos, o número de startups de saúde no Brasil subiu de 248 para 542, um aumento de 118%. O aporte do investimento na categoria foi de US$93 milhões no ano passado.


O foco de atuação dessas novas empresas é voltado para a prevenção, o autocuidado e o acompanhamento individual, e não tanto no tratamento de enfermidades. Essa perspectiva reduz gastos, pois retarda a evolu


ção das doenças e diminui internações, que têm um custo elevado.


As healthtechs surgiram no Brasil na segunda metade da década passada com investimentos na inovação para prevenir, diagnosticar e tratar doenças. Nessa época, o país registrou PIB negativo e o número de beneficiários com planos de saúde começou a cair - tendência interrompida com o começo da pandemia.


A insatisfação com o sistema tradicional de atendimento privado também vem aumentando - assim como seus reajustes. A certeza de um atendimento ágil, efetivo e de qualidade superior já não existe,o que abre brechas para as healthtechs. De maneira geral, as mensalidades cobradas por essas instituições são bastante inferiores às dos planos de saúde convencionais.


Uma das grandes apostas desses negócios é melhorar a jornada e a experiência do paciente. Para isso, é preciso desfragmentar suas informações, estruturar seus dados, integrar profissionais e, assim, otimizar


o atendimento. Dessa maneira, as empresas atuam na gestão da saúde do seu cliente de uma maneira global.


Outro benefício das soluções digitais das healthtechs é contribuir para a economia dos recursos de pronto-atendimentos e hospitais públicos e privados. Como o paciente tem a possibilidade de tirar dúvidas virtualmente, ele se tranquiliza e não se desloca sem necessidade para a emergência. Isso melhora a sustentabilidade do sistema e inclusive, evita a superlotação.



O cartão de saúde Becare


Com o objetivo de democratizar o acesso à saúde de qualidade, a Becare Club é um cartão de benefícios em saúde e bem-estar com tabelas de descontos diferenciados. Lançado em 2021, o cartão de benefícios já conta com 800 estabelecimentos e profissionais credenciados. O agendamento dos serviços desejados é fácil e rápido, através de um canal de atendimento, onde o associado é atendido por um especialista que auxilia em todo o p


rocesso, buscando e agendando a melhor opção entre as especialidades credenciadas. Nossa equipe está preparada para encontrar a melhor opção conforme a sua necessidade, como clínicas médicas especializadas, clínicos gerais, laboratórios, dentistas, fisioterapeutas, studios de pilates, farmácias, academias e clínicas de estética.


A tecnologia Becare Club é usada para trabalhar de forma mais inteligente, flexível e eficiente. Ela oferece tabelas especiais com até 60% de descontos para consultas médicas, exames laboratoriais, exames de imagem, procedimentos estéticos, academias, além de pacotes cirúrgicos personalizados. Além disso, os membros da Becare Club têm até 30% de desconto em medicamentos em farmácias parceiras. Com valores acessíveis, o cartão de benefícios em saúde e bem-estar contempla uma rede completa de profissionais em Santa Catarina.


O plano Individual custa R$25,99 por mês. Já a mensalidade do plano Familiar sai por apenas R$69,99, e contempla até sete dependentes. O Cartão para Empresas é oferecido com um valor a partir de R$11,90 por membro/mês. Nos planos Familiar e Empresarial, o titular do cartão recebe uma apólice de seguro de R$10.000, com cobertura em casos de morte acidental, seguro de invalidez, ressarcimento de despesas médicas (DMHO) e auxílio funeral.



29 visualizações0 comentário